CS:GO: BLAST coloca brasileiros frente a frente no Grupo C

Torneio tem NaVi, MIBR, FaZe e Liquid buscando o título

Grupo C da BLAST joga de sexta (12) a domingo (14) (iStock)

A sorte parece querer que brasileiros se enfrentem neste início de temporada 2021 no circuito profissional de Counter-Strike: Global Offensive. Desta vez, o torcedor acompanhará alguns dos maiores ídolos do país se enfrentando pelo Grupo C da BLAST Springs, que também conta com nada menos do que a fortíssima Natus Vincere.

A partir desta sexta-feira (12), os quatro times começam suas caminhadas rumo aos playoffs do torneio, que está sendo disputado online. NaVi x MIBR abrem o grupo às 12h30 (de Brasília). Na sequência, FaZe e Team Liquid entram no servidor. Todos os jogos até domingo (14) serão disputados em formato MD3.

Formato

A BLAST Springs está dividida em três grupos. No Grupo A, a BIG derrotou o NiP e ficou com o “título do grupo”. Na chave B, quem venceu foi a Complexity, com triunfo sobre a Evil Geniuses. Os campeões dos grupos garantem vaga em torneios maiores da BLAST no decorrer do ano.

Para conseguir isso, os times do Grupo C precisarão passar por algumas etapas. Tudo começa na Rodada de Abertura. Quem ganhar joga a “Upper final” (final dos vencedores). Quem perder joga a “Lower final” (final dos perdedores).

Quem sair vitorioso da Uper estará na Final do Grupo. Quem perder vai para a Final de Consolidação. Nela, enfrenta o time que venceu na Lower. Já o perdedor deste confronto está eliminado.

Do ganhador da Final de Consolidação sai o adversário do primeiro classificado à Final do Grupo. O campeão da chave garante vaga em outros eventos maiores da BLAST e embolsa 150 mil dólares.

Tudo isso acontece sexta (rodada de abertura), sábado (Uper e Lower) e domingo (Final de Consolidação e Final do Grupo).

Os times

Natus Vincere

É o único time da chave que não tem brasileiros. Comandados pelo talentoso Aleksandr “s1mple” Kostyliev, o time da zona CIS é o segundo melhor do mundo, no momento. E a fase é boa. No fim de janeiro, em mais um evento da BLAST, este muito maior, a NaVi sagrou-se campeã eliminando G2, Team Liquid, Vitality e Astralis, na final. Portanto, é favorita a vencer o Grupo C.

FaZe

Novamente, a FaZe passa por um momento de reestruturação. O canadense bom de bala Russel “Twistzz” Van Dulken acabou de chegar à equipe, adicionando muito poder de decisão a um time que já tem olofmeister, coldzera e rain. Os primeiros resultados com a nova line-up não foram os melhores, mas isso não deve pesar, afinal, não é o único time na chave que tem novidades.

MIBR

Pela BOOM, boltz, yel, chelo e shz, ao lado do ex-companheiro Felps, dominaram a América do Sul em 2020. Agora, na tag do MIBR, eles e danoco tentam conquistar o mundo. No primeiro mês do ano, os resultados não foram os melhores, mas a equipe mostra que pode ir longe. Na BLAST, pegará só time bem ranqueado na HLTV para provar que as expectativas são reais.

Team Liquid

Gabriel “FalleN” Toledo caiu como uma luva na Team Liquid. Sejamos sinceros, apesar de tudo o que nitr0 fez, o brasileiro é um IGL e awper muito melhor do que norte-americano. Dentro de um time consistente que manteve a base que chegou a “peitar” a Astralis num momento em que ninguém peitava, a nova line-up tem tudo para crescer e em pouco tempo já conseguiu bons resultados, como uma vitória contra a NaVi, há algumas semanas.

Os confrontos

NaVi x MIBR

Para a Natus Vincere, vencer é obrigação. Os jogadores estão juntos há bastante tempo, já possuem uma forma coesa de jogar e contam com “s1mple” e “electronic” jogando bem ultimamente.

A maior questão é do lado do MIBR. A equipe acabou de chegar à Europa e ainda está se habituando ao elevado nível se comparado com os adversários brasileiros. Para boltz e companhia, a surpresa pode ser um fator para a vitória.

Como a NaVi não sabe muito bem o que esperar do MIBR, existe o mundo em que uma aposta dos brasileiros resulta em vitória. É aguardar para ver.

FaZe x Liquid

Marcelo “coldzera” David e FalleN se encontram novamente em lados opostos do servidor. Melhor para o sniper que chega em um time mais estruturado para jogar. A saída de Nikola “NiKo” Kovac há alguns meses pesou demais para FaZe. Agora, com coldzera de volta à função de capitão e com Twistzz trazendo bastante skill, quem sabe não chegou o momento de estabilidade na equipe. Veremos neste grande confronto que tem um leve favoritismo para a organização norte-americana.