NFL: Finais de Conferência decidem equipes do Super Bowl LIV

Quatro franquias duelam para saber quem decide o título no próximo dia 02, em Miami

Titans Chiefs Packers 49ers NFL
Titans, Chiefs, Packers e 49ers definem quem vai ao Super Bowl LIV (iStock)

Prepare-se!

Neste domingo (19), dois jogos marcam a penúltima rodada da pós-temporada da NFL. E se os confrontos de Final de Conferência fizerem jus ao que aconteceu nos últimos 15 dias da edição especial número 100 da maior liga de futebol americano do mundo, é bom você se preparar para uma rodada que tem tudo para tornar a temporada ainda mais inesquecível. Às 17h (de Brasília), Kansas City Chiefs e Tennessee Titans definem a NFC, enquanto San Francisco 49ers e Green Bay Packers duelam pelo título da AFC, às 20h40 (de Brasília).

De intruso, somente o Tennessee Titans, que no wildcard acabou com New England Patriots, talvez colocando um ponto final da história de Tom Brady na maior dinastia recente que a NFL conheceu, e o favoritíssimo Baltimore Ravens, melhor equipe da temporada regular. Os outros três candidatos já eram esperados pelas campanhas que fizeram -- que permitiram que folgassem na primeira semana dos playoffs.

Abaixo, veja o que esperar de cada um dos confrontos que definem quem vai ao Super Bowl LIV, no dia 02 de fevereiro, no Sun Life Stadium, em Miami Gardens, na Flórida:

Kansas City Chiefs (#2) x (#6) Tennessee Titans

O Tennessee Titans chega como uma zebra para o confronto, mas uma que já mostrou que tem força suficiente para derrubar qualquer leão. Por isso, o Kansas City Chiefs tem a obrigação de entrar em campo ligado em todos os segundos. Vale lembrar que na temporada regular o time de Ryan Tannehill venceu a franquia do Missouri, na partida que marcou o retorno do MVP Patrick Mahomes após lesão no joelho. 

Naquela partida, os Titans, no entanto, não mostraram a consistência defensiva que se espera de uma equipe que quer chegar ao Super Bowl. Tudo bem que a missão de parar o ataque dos Chiefs não é fácil, mas a linha defensiva de Tennessee “só” conseguiu ser eficiente na red zone -- algo perigoso agora que Mahomes está completamente recuperado e saudável (aliás, ele ativou o ‘modo MVP’ contra o Houston Texans).

O Titans pode fazer mais um milagre?

Depois dos jogos contra New England Patriots e, principalmente, Baltimore Ravens, é impossível não acreditar que o Tennessee Titans possa repetir a dose mais uma vez. O problema é que pela frente eles terão uma defesa muito forte e que deve incomodar Ryan Tannehill com muita pressão. E, em momentos assim, o quarterback que mudou a temporada da equipe mostrou que também falha -- algumas vezes em horas cruciais. 

Se isso acontecer, a esperança é mais um dia inspirado de Derrick Henry nas jardas terrestres. No entanto, ficar esperando que o running back salve os Titans em todas as partidas é contar demais com o talento individual da “besta” de Tennessee.

Os Chiefs estão prontos?

O Houston Texans é um time bem chato de se enfrentar, muito por conta do repertório de Deshaun Watson, mas isso não justifica o 24 a 0 que a equipe do Kansas City Chiefs permitiu no início do jogo do Divisional Round. Sim, é verdade que depois Patrick Mahomes mostrou porque foi o último MVP da NFL e conduziu a equipe à sete campanhas seguidas de touchdown, o que culminou na incrível virada para 51 a 31.

E se o quarterback de Kansas City estiver ainda mais em forma e recuperado, os Chiefs têm tudo para irem ao Super Bowl LIV. Isso porque a defesa do Titans não é a melhor especialista em blitz, o que pode deixar Mahomes bem tranquilo no pocket para passar. Mesmo que consigam pressioná-lo, o camisa 15 tem se saído muito bem e achado os seus companheiros.

Além de tudo isso, ainda há a questão de Travis Kelce. Fundamental na virada do último final de semana, o tight end dos Chiefs se contundiu no segundo tempo, tentou continuar na partida e ainda é incerto o quanto essa decisão pode ter custado a uma das principais armas de Mahomes, principalmente em momentos para anotar touchdowns.

San Francisco 49ers (#1) x (#2) Green Bay Packers

Diferentemente do que acontece na Conferência Americana, a Nacional tem a final esperada entre San Francisco 49ers e Green Bay Packers. O que ninguém espera é que se repita o que aconteceu no encontro entre os adversários na fase regular. Aaron Rodgers foi engolido pela defesa excepcional dos Niners, que atropelaram os cabeças amarelas por 37 a 8.

No entanto, Aaron Rodgers mostrou que aquele foi um dia para ser esquecido e vem comandando os Packers em uma temporada que não é das suas melhores, mas que ainda é bem acima da média. Para isso, ele terá que derrotar o melhor time da conferência e considerado por muitos o mais completo da NFL no momento. Tudo isso fora de seus domínios, em um Levi’s Stadium que promete estar um inferno.

Aaron Rodgers consegue ser herói?

Os Packers são uma boa equipe, isso é evidente. Mas eles precisarão muito de Aaron Rodgers se quiserem eliminar o time mais equilibrado da NFL e chegar ao Super Bowl. E se o quarterback não demonstrou todo o talento que tem na temporada regular, no Divisional Round contra o Seattle Seahawks ele fez uma atuação digna do respeito que (merecidamente) tem. Jogo sólido, passes importantes em momentos-chave da partida e classificação assegurada.

O problema é que o adversário da vez tem uma das defesas mais fortes da liga e depender somente das inspirações de Rodgers é arriscado. O jeito é contar com Aaron Jones para o jogo terrestre e desta maneira tentar desestabilizar a linha defensiva do San Francisco 49ers, além de, é claro, esperar uma grande partida de Davante Adams, alvo preferido do quarterback dos Packers.

Só a defesa garante o San Francisco 49ers?

Aparentemente, o San Francisco 49ers não precisa se preocupar com a sua linha defensiva. Se na temporada regular ela já mostrou ser muito dura de se penetrar, no duelo contra o Minnesota Vikings ela provou que nos momentos de decisão também está lá para impedir que os adversários cheguem à end zone. Caso consigam vencer as batalhas nas trincheiras e pressionar Aaron Rodgers por boa parte da partida, forçando terceiras descidas longas, há boas chances de controlar o relógio e afastar as ameaças.

Isso sem falar em Richard Sherman. Um dos melhores cornerbacks dos últimos anos, Sherman está 100% recuperado e fez uma das jogadas da partida contra os Vikings. Agora, a sua missão será impedir que Davante Adams receba passes com frequência, naquele que promete ser um duelo para ficar de olho no jogo. 

Só resta saber se Jimmy Garoppolo está pronto para a sua segunda partida de playoffs da carreira, a primeira desta dimensão.

Aposte com o Betsul

Na AFC, o Kansas City Chiefs é o favorito a estar no Super Bowl LIV. A vitória do time de Patrick Mahomes está cotada em 1.26, preço bem diferente do triunfo do Tennessee Titans, estimado em 2.97. Na NFC, é o San Francisco 49ers o finalista da NFL mais provável segundo as odds. Caso se confirme, o retorno esperado é de 1.21. Se Rodgers conseguir levar o Green Bay Packers a mais uma decisão, o apostador pode ter lucro de 3.28 vezes.

Para apostar é muito simples! Faça o seu cadastro no Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul, receba até R$ 120,00 de bônus com o primeiro depósito e dê os seus palpites em quem jogará em Miami no próximo dia 02 de fevereiro.

Carrinho
SimplesCombinada

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$00.000,00

O que é Jogo do Bem?

O Jogo do Bem é uma iniciativa pioneira do Betsul. Com ele, suas apostas esportivas também contribuem para uma sociedade melhor. A cada aposta realizada, parte do valor é destinado a uma causa ou uma instituição social. E tudo isso sem custos adicionais ao jogador.