Dança das cadeiras: veja a lista dos técnicos demitidos no Brasileirão 2019

Apenas cinco equipes da elite do futebol nacional ainda não trocaram de técnicos

Demissão de treinadores no futebol brasileiro tem sido constante devido ao foco apenas em resultados. (Crédito> Divulgação/Istock)

Quase ninguém escapou! A dança das cadeiras de treinadores vem acontecendo rodada a rodada no Campeonato Brasileiro 2019. No último final de semana, o jovem comandante Rodrigo Santana não resistiu a derrota do Atlético-MG para o Grêmio e se tornou o 15º técnico demitido de um clube da elite do futebol nacional.

Santana assumiu o comando do Galo após a demissão de Levir Culpi, em abril passado, emplacou boa sequência de jogos, apesar da perda do estadual para o rival Cruzeiro, e acabou efetivado no cargo. Entretanto, após a pausa da Copa América, o time mineiro caiu de produção, foi eliminado de forma vexatória na Copa Sul-Americana e despencou, literalmente, na tabela do Brasileirão. Assim, o treinador deixa o Galo após 41 partidas, com 18 vitórias, 6 empates e 16 derrotas, com 50 gols marcados e 49 gols sofridos. 

Rodrigo Santana (Atlético-MG) aumenta a lista de demitidos que conta com Odair Hellmann (Inter), Eduardo Barroca (Botafogo), Rogério Ceni (Cruzeiro), Oswaldo de Oliveira (Fluminense) e Zé Ricardo (Fortaleza), entre outros. Das 18 trocas de comando ao longo de 25 rodadas Campeonato Brasileiro 2019, 15 saídas foram por conta de demissões e outras quatro mudanças foram pedidos dos próprios técnicos.

O Vasco da Gama, por exemplo, iniciou o torneio com o técnico interino Marcos Valadores e depois optou em trazer Vanderlei Luxemburgo. Vice-campeão paulista com o São Paulo, Cuca não conseguiu acertar o time após a pausa da Copa América e entregou o cargo. Enderson Moreira seguiu o mesmo trajeto de Cuca no Ceará e deixou o clube após série negativa de oito jogos sem vitórias. 

Já Rogério Ceni deixou o Fortaleza para treinar o Cruzeiro, foi demitido apenas dois meses de trabalho e voltou ao comando do Leão. Recentemente, o técnico Alberto Valentim pediu para deixar o comando do Avaí - que luta contra o rebaixamento - e foi contratado pelo Botafogo.

Assim, apenas cinco treinadores são remanescentes em seus times desde o início do Campeonato Brasileiro 2019. Jorge Sampaoli (Santos), Fábio Carille (Corinthians), Roger Machado (Bahia) e Renato Gaúcho (Grêmio) são os 'sobreviventes' na função em meio aos altos e baixos de cada clube no torneio. 

Confira os técnicos demitidos na Série A:

Abel Braga - Flamengo

Geninho - Avaí

Marcelo Cabo - CSA

Ney Franco - Chapecoense

Claudinei Oliveira - Goiás

Mano Menezes - Cruzeiro

Fernando Diniz - Fluminense

Felipão - Palmeiras

Rogério Ceni - Cruzeiro

Zé Ricardo - Fortaleza

Oswaldo de Oliveira - Fluminense

Enderson Moreira - Ceará

Eduardo Barroca - Botafogo

Odair Hellmann - Inter

Rodrigo Santana - Atlético-MG

JOGOS DA 26ª RODADA DO BRASILEIRÃO 

QUARTA-FEIRA (15/10) 

10h15 - Grêmio x Bahia - Aposte já! 
10h15 - CSA  x Atlético-MG - Aposte já!   
20  - Fortaleza x Flamengo - Aposte já! 
21h - Cruzeiro x São Paulo - Aposte já! 
21h - Palmeiras x Chapecoense - Aposte já! 
21h30 - Vasco x Botafogo   - Aposte já! 
21h30 - Goiás x Corinthians   - Aposte já! 

QUINTA-FEIRA (16/10) 
19h15 - Santos x Ceará   - Aposte já! 
19h15 - Avaí x Internacional   - Aposte já! 
21h - Fluminnense x Athletico-PR   - Aposte já! 
 

Carrinho
SIMPLESCOMBINADA

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$00.000,00

O que é o Jogo do Bem?

O Jogo do Bem é uma iniciativa pioneira do Betsul. Com ele, suas apostas esportivas também contribuem para uma sociedade melhor. A cada aposta realizada, parte do valor é destinado a uma causa ou uma instituição social. E tudo isso sem custos adicionais ao jogador.