Liverpool joga para confirmar favoritismo e fazer final esperada no Mundial

Reds duelam com o Monterrey para ver quem enfrenta o Flamengo na decisão de sábado (21)

Liverpool entra em campo às 14h30 (de Brasília) desta quarta (iStock)

O último dos dois jogos para a “final ideal” do Mundial de Clubes está chegando. Nesta quarta-feira (18), às 14h30 (horário de Brasília), Liverpool-ING e Monterrey-MEX pisam no gramado do Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar, para decidir quem encara o Flamengo, que passou pelo Al Hilal, de virada, por 3 a 1, na terça, na decisão do torneio, marcada para o próximo sábado (21).

A expectativa é de que o Liverpool confirme todo o favoritismo que existe em seus ombros e passe pelo campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF com certa tranquilidade, ainda mais depois da partida de estreia do Monterrey, que mostrou algumas dificuldades para superar o Al-Sadd, por 3 a 2, time que só foi para o Mundial de Clubes por ser o campeão nacional do Catar, país sede do torneio.

Pode pintar zebra?

É bem improvável que o Monterrey consiga surpreender o Liverpool na semifinal do Mundial. Mesmo tendo no elenco alguns bons nomes como Miguel Layún, Funes Mori e Vincent Janssen, os mexicanos não parecem representar nenhuma grande ameaça ao atual campeão europeu. Ainda mais depois da fraca exibição contra o Al-Sadd.

Apesar de ter virado o primeiro vencendo por 2 a 0, o segundo gol só aconteceu porque o experiente Gabi fez uma grande bobagem ao tentar recuar a bola para o zagueiro, entregando de presente nos pés de Funes Mori. Na etapa final, o time do Catar desperdiçou muitas chances, chegou até a diminuir e ensaiar uma pressão, mas levou o 3 a 1 antes de marcar novamente, mas sem tempo de buscar o empate.

Sem falar que do outro lado está um time nada fácil de ser batido na temporada, o que torna a missão do Monterrey no Mundial de Clubes da FIFA ainda mais ingrata.

Quem segura o Liverpool?

O Liverpool viajou até o Catar para colocar um fim ao folclore de que os europeus não levam à sério o Mundial de Clubes. Basta lembrar da entrevista de Jürgen Klopp após a classificação dos Reds diante do Arsenal em um jogo maluco pela Copa da Liga Inglesa. Revoltado com a FA (Football Association, entidade que rege o futebol na Inglaterra), que marcou as quartas de final para a semana em que o clube estaria no Catar, o alemão ameaçou dar W.O. para que seus jogadores pudessem disputar o torneio da FIFA.

Com as atenções voltadas somente à competição em Doha, o Liverpool vem em busca de coroar os primeiros seis meses da temporada 2019/20. Líder disparado da Premier League, sem ter perdido um único jogo sequer em quase um turno todo, classificado ao mata-mata da Liga dos Campeões em primeiro no difícil Grupo E e disputando as copas domésticas, os Reds vivem um ano incrível.

Para isso, o treinador conta com um elenco que está voando. Dos 11 titulares, é difícil citar alguém que não está jogando bem (Firmino até recebeu algumas poucas críticas recentes, mas segue sendo uma peça importante na construção ofensiva da equipe). Na verdade, é mais fácil falar quem está jogando muito, como Alexander-Arnold, Alisson, van Dijk, Fabinho, Salah e, talvez o cara do momento, Sadio Mané.

Vexame histórico

Em 2019, o Mundial de Clubes da FIFA completa a sua 16ª edição, e somente em uma das 15 anteriores a final não contou com os representantes europeus. Foi justamente na edição de 2000, quando Corinthians e Vasco protagonizaram a decisão que seria vencida pelos paulistas.

No entanto, o formato de disputa que a entidade adotou no primeiro Mundial de Clubes foi bem diferente. Desde que a competição passou a ser jogada com a fórmula que tem hoje em dia, em 2005, em todas as 14 finais o então campeão da Liga dos Campeões da Europa esteve em campo.

Em quem apostar?

Evidentemente, o favoritismo está do lado do poderoso Liverpool, não só pelas limitações do Monterrey, mas também pelos recursos que os Reds trazem para o Catar. Com um elenco recheado de estrelas, entrosado e com o objetivo de ser campeão mundial, é difícil imaginar que os mexicanos tenham alguma chance.

Por isso, uma vitória do Liverpool está com odds estimadas em 1.17 no Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul. No entanto, se acredita que chegou a hora de um time eliminar o campeão europeu na semifinal do torneio, um palpite certo no Monterrey pode multiplicar a aposta em 10.88 vezes. Caso o duelo entre ambos termine empatado, a cotação atual é de 6.18 (vale lembrar que todos esses valores são para o placar ao final do tempo regulamentar, excluindo prorrogação e disputa de pênaltis).

Faça parte do time Betsul

Além da semifinal, a semana ainda conta com a final do Mundial de Clubes da FIFA, no sábado (21). Portanto, motivos não faltam para realizar agora mesmo o seu cadastro e começar a dar os seus palpites no Betsul. Para os novos clientes que estão realizando o primeiro depósito o site ainda oferece um bônus de até R$ 120,00. Não perca!

Carrinho
SimplesCombinada
Compre Créditos
pertinho de você!
Encontre o ponto de venda mais próximo
FÁCIL COMO USAR DINHEIRO

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!