As maiores viradas do mata-mata da Libertadores

Vencer o jogo de ida no torneio sul-americano não é garantia de classificação

Viradas do mata-mata da Libertadores
Vencer o jogo de ida no torneio sul-americano não é garantia de classificação. (iStock)

A principal competição de clubes da América do Sul é regada de muito desejo e rivalidade em seus confrontos. Desde a fase de qualificatória, conhecida como Pré-Libertadores, até a fase de grupos, os duelos têm uma mística diferente por tudo o que representam. E esse sentimento se torna ainda maior ao passo que é chegado mais perto do objetivo final, a taça da Libertadores. Por isso, os confrontos de mata-mata do torneio sul-americano têm grandes histórias escritas no futebol. 

O mata-mata da Libertadores já proporcionou grandes momentos, como viradas marcantes, nas quais as esperanças estavam quase acabadas para alguns times, mas que conseguiram sair de situações bem adversas. 

Veja abaixo algumas das maiores viradas da história do mata-mata - considerando jogos de ida e volta - da Copa Libertadores:


Atlético Nacional - 1989

Antes de conquistar o título inédito da Libertadores, o time colombiano precisou reverter uma derrota de 2 a 0 sofrida na partida de ida da final contra o Olímpia. Depois de devolver o placar da ida, o Atlético Nacional venceu a disputa de pênaltis e levantou pela primeira vez a taça do torneio. 

Sporting Cristal - 1993

Depois de perder logo de cara nas oitavas de final por 3 a 0 para o El Nacional, no Equador, o time peruano mostrou um grande poder de reação na partida de volta. O improvável aconteceu, o Sporting Cristal venceu por 4 a 0 e se classificou para as quartas de final. No entanto, apesar de memorável, essa não foi a principal virada, afinal, não terminou em título. O time peruano foi eliminado logo na fase seguinte. 

São Paulo - 1993

A trajetória para conquistar o bicampeonato da Libertadores teve um susto logo no início do mata-mata. O Tricolor perdeu a partida de ida das oitavas para o Newell’s Old Boys por 2 a 0. No entanto, o São Paulo não tomou conhecimento do time argentino na volta e venceu de goleada na volta por 4 a 0. 

Bolívar - 2000

Logo no início do mata-mata daquela edição, o time boliviano sofreu uma grande derrota para o Nacional, no Uruguai. No entanto, o Bolívar estava aliado da famigerada altitude na partida de volta e devolveu o placar de 3 a 0 da ida. Assim, a classificação foi decidida em disputa de pênaltis e os bolivianos levaram a melhor. 

River Plate - 2001

Novamente, vencer por 2 a 0 na partida de ida não é um sinal de grande vantagem no mata-mata do torneio sul-americano. Afinal, nas oitavas de 2001, o time argentino perdeu para o Emelec por esse placar, porém goleou por 5 a 0 na partida de volta disputada no Monumental de Nuñez. 

Boca Juniors - 2007

A trajetória da conquista do Boca Juniors em 2007 teve uma grande virada nas semifinais. O time xeneize perdeu na partida de ida por 3 a 1 para o Cúcuta, na Colômbia. Na partida de volta, a La Bombonera teve mais uma noite histórica na Libertadores e o Boca venceu por 3 a 0.

América do México - 2008 

Uma das viradas mais marcantes dos últimos tempos aconteceu nas quartas de final da Libertadores de 2008. Na partida de ida, o Flamengo não tomou conhecimento do adversário e venceu por 4 a 2 mesmo fora de casa. A classificação parecia muito próxima, porém o América venceu no Maracanã por 3 a 0, sendo o atacante paraguaio Cabañas o grande destaque. 

Libertad - 2011

Quem também sofreu uma virada histórica no mata-mata da Libertadores foi o Fluminense. O Tricolor Carioca venceu a partida de ida por 3 a 1, porém não conseguiu segurar a vantagem na partida de volta das oitavas. Em casa, o time paraguaio venceu por 3 a 0 e ficou com a vaga. 

Universidad de Chile - 2012

A altitude novamente apareceu como um fator de peso na Libertadores. Na partida de ida, o time chileno perdeu de 4 a 1 para o Deportivo de Quito. No entanto, em casa, a Universidad de Chile conseguiu mostrar a sua superioridade e goleou por 6 a 0, garantindo a classificação para as quartas. 

Atlético-MG - 2013

A campanha do título da Libertadores do Atlético foi repleta de momentos emocionantes, especialmente na fase de mata-mata. Já nas semifinais, o Galo perdeu para o Newell’s Old Boys por 2 a 0, na Argentina. Na volta, os brasileiros conseguiram devolver o placar da ida e conseguiram a classificação para a final na disputa de pênaltis. 

Lanús - 2017

Depois de perder para o poderoso River Plate por 1 a 0 na partida de ida. O modesto Lanús não se acanhou na partida de volta contra o rival argentino. Na confronto de volta da semifinal, o Lanús venceu por 4 a 2 e conseguiu a classificação para a final. 

Carrinho
SimplesCombinada
Compre Créditos
pertinho de você!
Encontre o ponto de venda mais próximo
FÁCIL COMO USAR DINHEIRO

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!