Quem o Flamengo vai enfrentar no Mundial de Clubes FIFA 2019?

Com data de estreia definida, seis equipes podem ficar no caminho rubro-negro para a conquista mundial

Flamengo Mundial de Clubes FIFA
Mundial de Clubes da FIFA vai de 11 a 22 de dezembro. (Crédito: iStock)

Ruas e avenidas em diversos cantos do Brasil foram tomadas pela Nação Rubro-Negra, com a conquista da Copa Libertadores 2019, porém o ano ainda não acabou para o Flamengo. Mesmo com o título do Brasileirão garantido, o time carioca ainda tem mais troféu para brigar, o de campeão do mundial. Campeão continental, o Flamengo é o representante da América do Sul no Mundial de Clubes FIFA, que acontece no Catar, e já tem seus adversários definidos. 

Além do Flamengo e o representante da Europa, que entram nas semifinais, outras cinco equipes disputam o Mundial de Clubes. Para os clubes sul-americano e europeu a vida é mais fácil e basta uma vitória para chegar à final. As outras equipes se enfrentam em jogos mata-mata para então chegar às semis. Um representante de cada continente (América do Sul, Europa, Américas do Norte e Central, África, Ásia e Oceania) e um do país-sede podem estar no caminho da conquista mundial flamenguista. Confira quais são os adversários do Flamengo no Mundial de Clubes FIFA 2019: 

AL-HILAL

No dia 17 de dezembro, o primeiro adversário do Flamengo no Mundial pode ser o Al-Hilal, campeão da Liga dos Campeões da Ásia. O time da Arábia Saudita conquistou o torneio continental sobre o Urawa Red Diamonds, do Japão, na final, e faz sua primeira participação no Mundial de Clubes, com esse formato. 

Coincidentemente, o clube saudita foi o último dirigido pelo treinador Jorge Jesus, antes de assumir o comando do time carioca, e também conta com um ex-flamenguista no elenco, o volante Gustavo Cuéllar. Na passagem de sete meses pelo Al-Hilal, o português conquistou somente a Supercopa Saudita. Já o volante colombiano não jogou a Liga dos Campeões da Ásia, pois foi contratado após o período limite de inscrições para a competição, no entanto o jogador tem atuado regularmente no time titular nos jogos do campeonato nacional. 

Porém, o ex-rubro-negro não é o único jogador conhecido no elenco do Al-Hilal. Na verdade, a equipe saudita conta com alguns atletas que já até fizeram parte de algumas das principais seleções do mundo, como Sebastian Giovinco, Bafétimbi Gomis e André Carrillo.

Giovinco surgiu na Juventus, como um possível sucessor do ídolo Del Piero. Habilidoso e também com certa facilidade nas bolas paradas, o jogador chegou até a seleção da Itália, porém não se firmou como o grande jogador que se esperava. Após anos na Juve e ser emprestado para algumas equipes italianas no decorrer desse período, a “Formiga Atômica”, como ficou conhecido, foi para o futebol dos Estados Unidos, a MLS, jogar no Toronto FC. Lá foi campeão e um dos principais jogadores da liga. Agora, em sua segunda temporada pelo Al-Hilal, é um dos destaques do elenco, junto com Gomis. 

O atacante francês já foi o homem-gol de sua seleção, porém nunca se firmou como a grande referência ofensiva da França. Porém, Gomis nunca deixou de ser um atacante com faro de gol, nas passagens pelo Saint-Étienne, Lyon, Swansea City, Olympique de Marseille, Galatasaray e, agora, Al-Hilal. No clube saudita, o jogador soma 43 gols nas duas temporadas que disputou, sendo o artilheiro da última Liga dos Campeões da Ásia. 

Outro nome conhecido é o peruano André Carrillo. Jogador ofensivo, dos lados do campo, é presença frequente nas convocações da seleção do Peru. Disputou a última Copa do Mundo e três edições de Copa América. 

ESPÉRANCE DE TUNIS 

Assim como o Al-Hilal, o Espérance de Tunis fará sua primeira partida nas quartas de final, justamente contra o time saudita. Portanto, o vencedor dessa partida será o primeiro adversário do Flamengo no Mundial de Clubes. O time da Tunísia foi campeão da Liga dos Campeões da África e representa o continente na torneio mundial. 

O caminho do Espérance de Tunis para o Mundial passou antes pelo tribunal por conta do VAR. Isso, porque no segundo jogo da final da competição continental, o Wydad Casablanca, do Marrocos, fez um gol legal, que foi anulado por impedimento. Como previsto no regulamento, o árbitro de vídeo podia ser acionado, porém a ferramenta não estava funcionando. Revoltados, os marroquinos se recusaram a continuar a partida e deixaram o campo. Como o Espérance vencia por 1 a 0, e a partida de ida tinha empatado em 1 a 1, o time tunisiano foi declarado campeão. O Wydad Casablanca recorreu nos tribunais, porém não conseguiu mudar o resultado. 

Apesar de não ter nomes conhecidos do futebol mundial, o clube é o atual bicampeão do continente, ao todo são quatro conquistas da Champions, e com sobra o maior campeão nacional, com 28 títulos.  

AL-SADD

Representante do Catar, país sede, o Al-Sadd tem um dos caminhos mais longos até a grande final. O time inaugura o Mundial de Clubes na partida de playoff, no dia 11 de dezembro. Assim, o vencedor dessa partida conseguirá a única vaga disponível nas quartas de final da competição. 

Em seu segundo mundial, a equipe do Al-Sadd é comandada pelo ex-jogador e ídolo do Barcelona, Xavi Hernández. Coincidentemente, as duas equipes se enfrentaram no Mundial de 2011, com o espanhol em campo com a camisa blaugrana. A partida, válida pela semifinal, terminou com goleada de 4 a 0 para o Barça, com gols de Adriano (2), Maxwell e Keita. 

Na edição de 2019, o time do Catar conta com outro jogador que vestiu a camisa da seleção da Espanha. O meia Gabi, ex-Atlético de Madrid, que comanda a armação de jogadas do Al-Sadd. 

HIENGHÈNE 

Se o Al-Sadd, representante do país sede, joga a partida de playoff, algum time é seu adversário, logicamente. Quem enfrenta o time do Catar é o representante da Oceania, o Hienghène, da Nova Caledônia. O time da pequena ilha do Oceano Pacífico, de pouco mais de 280 mil habitantes, é o atual campeão da Liga dos Campeões da Oceania. O Hienghène venceu o rival do mesmo país, o Magenta, por 1 a 0 na decisão da competição continental. 

O elenco do Hienghène não tem nenhum estrangeiro, ou seja, todos os jogadores são nascidos na Nova Caledônia. Dessa forma, a equipe conquistou o título inédito no continente e o direito de participar pela primeira vez do Mundial de Clubes. Assim como o Al-Sadd, devido ao chaveamento, o Hienghène precisa chegar à final para ter a chance de enfrentar o Flamengo. 

MONTERREY

Ao derrotar o rival nacional Tigre na decisão, o Monterrey sagrou-se campeão pela quarta vez da Liga dos Campeões da Concacaf, assegurando vaga na Mundial de Clubes 2019, como representante das Américas do Norte e Central. O time mexicano entra direto nas quartas de final, e enfrenta o vencedor do confronto de playoff entre Al-Sadd e Hienghène, no dia 14 de dezembro. 

Em sua quarta participação no Mundial, o Monterrey busca pela primeira vez chegar à grande final, mas para isso terá que vencer o duelo das quartas, passar pelo Liverpool nas semis e, assim chegar na decisão, com a chance de enfrentar o Rubro-Negro carioca. 

Para conseguir o feito inédito, o time mexicano conta com nomes conhecidos como os dois atacantes artilheiros, o holandês Vincent Janssen e o argentino Funes Mori. Além do zagueiro da seleção mexicana Miguel Layún e o meia argentino Maximiliano Meza. 

LIVERPOOL 

O mais conhecido e o mais desejado oponente pelos flamenguistas é o Liverpool. Campeão da Liga dos Campeões da Europa 2018/2019, o time inglês conquistou a sexta taça e o direito de representar o continente no Mundial de Clubes da FIFA. Assim como o Mengão, o Liverpool disputa a competição a partir da semifinal apenas. Os Reds terão pela frente, no dia 18 de dezembro, quem vencer as quartas de final entre Monterrey e Al-Sadd/Hienghène. 

O sexto título da UEFA Champions League veio na vitória por 2 a 0, na final inglesa contra o Tottenham. Na atual temporada, os Reds vêm dominando o Campeonato Inglês e caminham para encerrar o jejum de 30 anos sem o mais cobiçado título nacional. Comandados pelo treinador alemão Jürgen Klopp, o Liverpool conta com grandes jogadores em todos os setores do campo. O grande destaque fica pelo trio de ataque formado por Sadio Mané, Mohamed Salah e Roberto Firmino. 

A expectativa dos flamenguistas é fazer a tão sonhada final contra o Liverpool e repetir o mesmo feito de 1981, quando venceu o título mundial contra os Reds. Na decisão da Copa Intercontinental, disputada em jogo único no Japão, o Flamengo venceu o Liverpool por 3 a 0, com gols de Nunes (2) e Adílio. No entanto, para isso se repetir, as duas equipes precisam vencer as suas respectivas partidas na semifinal do Mundial de Clubes 2019. 

EM QUEM VOCÊ APOSTA?

Já tem palpite para os jogos do Mundial de Clubes? O Flamengo vai repetir o feito de 81? O Liverpool vai finalmente se vingar da derrota histórica para o Flamengo? Teremos alguma surpresa, como o Mazembe de 2010, o Raja Casablanca de 2013 ou o Al Ain de 2018? Cadastre-se no Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul, aproveite o bônus de até R$120,00 para apostar nos melhores jogos e campeonatos de futebol do mundo. 

Carrinho
SIMPLESCOMBINADA

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$00.000,00

O que é o Jogo do Bem?

O Jogo do Bem é uma iniciativa pioneira do Betsul. Com ele, suas apostas esportivas também contribuem para uma sociedade melhor. A cada aposta realizada, parte do valor é destinado a uma causa ou uma instituição social. E tudo isso sem custos adicionais ao jogador.