Quem são os brasileiros em alta no UFC?

Uma nova geração de lutadores de MMA do Brasil luta pelo seu espaço no Ultimate

brasileiros no UFC
Uma nova geração de lutadores de MMA do Brasil luta pelo seu espaço no Ultimate. (iStock)

A história do UFC está fundada com raízes brasileiras. Desde a fundação com Rorion Gracie, o primeiro campeão Royce Gracie até uma legião de lutadores brasileiros que colocaram o MMA em destaque no mundo todo. 

Desde o princípio, a principal organização de artes marciais mistas do planeta trouxe nomes do Brasil em destaque. Gerações e gerações de lutadores passaram e a renovação sempre acontece. Após o fim de uma era recente dominante de Anderson Silva, José Aldo e outros nomes brasileiros, a expectativa é para ver quem conseguirá construir um legado tão vitorioso. Alguns nomes vêm empolgando nas últimas lutas e trazem grandes esperanças, principalmente, no masculino. Já no UFC feminino, uma brasileira já se coloca até mesmo como a melhor da história. Confira a seguir quem são os brasileiros em alta no UFC:

Paulo Borrachinha

Natural de Minas Gerais, Paulo Costa, também conhecido como Paulo Borrachinha, é um dos principais nomes brasileiros da atualidade. Lutando pela categoria peso-médio do Ultimate, que foi dominada por Anderson Silva, Borrachinha fez sua estreia na organização em 2017. Extremamente forte na trocação, Borrachinha tem um enorme poder de nocaute, e já na estreia demonstrou isso com um nocaute ainda no 1º round. Nomes importantes do UFC como Yoel Romero e Uriah Hall foram derrotados pelo brasileiro. Recentemente, Borrachinha lutou pelo cinturão da categoria contra o atual campeão Israel Adesanya e sofreu a sua primeira derrota da carreira. 

Cartel profissional: 13 - 1

Deiveson Figueiredo

Também conhecido como Deus da Guerra, Deiveson é o atual campeão da categoria peso-mosca do UFC. O paraense tem um excelente cartel profissional e estreou no Ultimate em 2017. Após a saída (aposentadoria) do então campeão da categoria Henry Cejudo do UFC, Deiveson fez a segunda luta consecutiva contra Joseph Benavidez. Novamente o brasileiro venceu e dessa vez com uma finalização conquistou o título da categoria. 

Cartel profissional: 19 - 1

Gilbert Burns 

Mais conhecido como Durinho, Gilbert Burns é três vezes campeão mundial de jiu-jitsu e também um dos grandes desafiantes da categoria meio-médio do UFC. Natural de Niterói, no Rio de Janeiro, Gilbert luta no Ultimate desde 2014. A longa jornada fez com que hoje Durinho se torna-se um lutador mais completo, com vitórias por finalização e nocaute, e uma ameaça ao reinado do atual campeão da categoria Kamaru Usman. 

Cartel profissional: 19 - 3

Thiago Marreta

Vindo do Muay Thai, Thiago Santos, também conhecido como Thiago Marreta - ferramenta a qual está tatuada em seu tronco - é um dos grandes nomes brasileiros na categoria peso-meio-pesado. O apelido faz alusão ao poder de seus golpes, ao todo Marreta soma 15 nocautes na carreira profissional de MMA. A estreia no Ultimate foi ainda em 2013 pela categoria peso-médio, porém depois que subiu de categoria é que Thiago começou a se destacar no UFC, chegando até a disputar o cinturão contra Jon Jones, em um duelo que terminou com vitória do campeão por decisão, mas em que ambos terminaram muito debilitados. Agora, o brasileiro busca uma nova chance para disputar o cinturão. 

Cartel profissional: 21 - 7

Amanda Nunes

Discutivelmente, a maior lutadora de todos os tempos segue em alta no UFC. A baiana é detentora de dois cinturões do UFC, sendo campeã da categoria peso-pena e peso-galo. A Leoa absolutamente destruiu todos os grandes nomes da sua geração: Cris Cyborg, Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Holly Holm e Miesha Tate foram vítimas de Nunes. Dona de um poder de nocaute absurdo, Amanda Nunes tem 13 nocautes na carreira profissional. No UFC desde 2013, Amanda conquistou o seu primeiro cinturão em 2016 (peso-galo) e o segundo em 2018 (peso-pena). 

Cartel profissional: 20 - 4

Amanda Ribas 

Jovem e em ascensão no UFC, Amanda Ribas é um nome para ficar de olho na categoria peso-palha. A mineira fez a sua estreia no Ultimate em 2018 e emplacou uma sequência de quatro vitórias consecutivas, duas por decisão e duas por finalização. O forte de Amanda é a luta no chão com o seu jiu-jitsu, ao todo foram quatro vitórias por finalização na carreira. 

Cartel profissional: 10 - 1

Carrinho
SimplesCombinada
logo pinpayCompre Créditos
pertinho de você!
Encontre o ponto de venda mais próximo
FÁCIL COMO USAR DINHEIRO

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$000.000,00