Quais são os times do Brasileirão com mais títulos da Série B?

Com a conquista do Bragantino, sete times empatam com dois títulos, e quatro deles disputam a elite do futebol brasileiro em 2019

Campeão da Série B do Brasileirão em 2019, o Bragantino se junta às seis equipes que conquistaram a o título da segunda divisão. (Crédito: iStock)

Em 2019, o Bragantino garantiu não só o acesso ao Brasileirão em 2020 como também conquistou o título do Campeonato Brasileiro Série B pela segunda vez em sua história. Assim, o time que vem chamando a atenção do país se juntou às outras seis equipes brasileiras que também possuem dois troféus da segunda divisão do campeonato nacional.

São elas: América-MG, Coritiba, Goiás, Palmeiras, Paraná e Paysandu. Desse grupo, somente três estão na atual edição do Campeonato Brasileiro Série A: Palmeiras, Goiás e Coritiba.

Das demais, América-MG e Paraná disputam a Série B - cuja primeira edição foi disputada em 1971. O Paysandu, atualmente está na Série C do Campeonato Brasileiro.

Verdões campeões

Únicos três times bicampeões da Série B e que atualmente estão no Brasileirão Série A, Goiás, Palmeiras e Coritiba conquistaram dois acessos com título em períodos de tempos parecidos. O primeiro foi o time de Goiânia, em 1999, em um formato bem diferente do que é hoje.

Naquele tempo, a segunda divisão era dividida em três fases. Na primeira delas, 22 times se enfrentavam em turno único, com todos jogando contra todos. Os oito melhores colocados se credenciaram à segunda fase e o Goiás conseguiu sua vaga com a terceira melhor campanha geral.

Nesta etapa, os confrontos 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º definiram quais os quatro times que iriam para a última fase da Série B. Em jogos de ida e volta, sem placar agregado, o Goiás bateu o Ceará por 3x0 na ida, mas perdeu por 4x3 na volta, o que forçou um jogo extra entre as equipes. O Esmeraldino venceu por 2x0 e se juntou a Santa Cruz (8º), Bahia (2º) e Vila Nova (4º) no quadrangular final.

Lá, os quatro se enfrentaram em turno e returno e o Goiás somou 11 pontos, ficando com a liderança da chave e subindo com o Santa Cruz, vice-líder com 10.

Em 2003, com formato parecido, foi a vez do Palmeiras jogar a segunda divisão pela primeira vez em sua história. O Verdão foi a melhor equipe das 24 da primeira fase, vencendo 13 de seus 23 jogos da etapa.

Depois de terminado o turno, os oito melhores colocados foram divididos em dois grupos. No A, Palmeiras, Sport (4º), Brasiliense (5º) e Santa Cruz (8º) duelaram em turno e returno. Mais uma vez, o Alviverde dominou a chave, com cinco vitórias e um empate, classificando-se para a fase final junto do Leão da Ilha.

Botafogo e Marília, líder e vice-líder da chave B, respectivamente, completaram o quadrangular final, disputado também em sistema de jogos em turno e returno. Com cinco vitórias e um empate, o Palmeiras superou seus adversários e foi campeão da Série B, subindo assim junto com o time carioca, que ficou com o segundo lugar.

Depois, foi a vez do Coritiba ganhar o seu primeiro Campeonato Brasileiro Série B. Já no atual formato de 20 times com pontos corridos em 38 rodadas, o Coxa brigou ponto a ponto com o Ipatinga, mas ficou com o título por uma pequena vantagem de dois pontos.

Os três clubes alviverdes voltariam a disputar o Campeonato Brasileiro Série B em 2010, 2012 e 2013. O primeiro foi o Coritiba, que voltou a cair em 2009. Depois, foi a vez do Goiás, que havia caído em 2010 e que em 2011 tinha conseguido somente a 11ª colocação da segunda divisão. Em ambas as edições, assim como nas últimas, o sistema de disputa adotado já era o de turno e returno com 20 equipes, totalizando as famosas 38 rodadas de campeonato.

O Esmeraldino encerrou a campanha de 2012 com 78 pontos e o título da Série B, retornando à Série A em 2013 - a equipe voltou a cair em 2015, retornando em 2018, mas sem o título, que ficou com o Fortaleza de Rogério Ceni.

Enquanto o Goiás era campeão da segunda divisão, o Palmeiras era rebaixado do Brasileirão pela segunda vez em sua história. Por isso, o Verdão teve que disputar a Série B em 2013, ano em que também estava disputando a Copa Libertadores da América. Os paulistas terminaram aquela campanha rumo ao acesso com 79 pontos, ficando com o troféu da competição. Desde então, o clube nunca mais caiu, apesar de ter passado muito perto em 2014.

As campanhas do Red Bull Bragantino

Dos times da elite, o primeiro com dois títulos a ser campeão da Série B foi o Bragantino, lá no distante ano de 1989. Na época, a competição era chamada de Divisão Especial e foi disputada por nada menos do que 96 times, divididos em 16 grupos com seis clubes em cada.

Na primeira fase, o Bragantino passou invicto, com oito vitórias e dois empates, no Grupo J, que também contou com os paulistas São José, Novorizontino e Santo André, o mineiro Esportivo e o carioca Volta Redonda. No mata-mata, passou por Catanduvense, Juventus, Criciúma, Remo e São José, na final, para subir de divisão como campeão da Série B.

Já em 2019, o formato já conhecido levou o agora Red Bull Bragantino de volta à elite do futebol brasileiro. Com campanha sólida e que foi liderada quase que de ponta a ponta da Série B, o clube de Bragança Paulista foi campeão com tranquilidade e, investindo muito, espera repetir o sucesso no Brasileirão em 2020.

Outros campeões

Apesar de somente Coritiba, Palmeiras e Goiás possuírem dois títulos da Série B e frequentarem a elite do Campeonato Brasileiro em 2020, a primeira divisão do Brasileirão também tem alguns times que foram campeões da segunda em pelo menos uma oportunidade. Mais precisamente, são sete equipes: Athletico-PR, Grêmio, Atlético-MG, Corinthians, Vasco, Botafogo e Fortaleza.

Carrinho
SimplesCombinada

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$00.000,00

O que é Jogo do Bem?

O Jogo do Bem é uma iniciativa pioneira do Betsul. Com ele, suas apostas esportivas também contribuem para uma sociedade melhor. A cada aposta realizada, parte do valor é destinado a uma causa ou uma instituição social. E tudo isso sem custos adicionais ao jogador.