Guia da Serie A Italiana 2020/21: quem pode acabar com a hegemonia da Juventus?

Sob o comando de Pirlo e com o ataque liderado por Cristiano Ronaldo, Juve briga pelo 10º título consecutivo do Campeonato Italiano

Sob o comando de Pirlo e com o ataque liderado por Cristiano Ronaldo, Juve briga pelo 10º título consecutivo do Campeonato Italiano (iStock)

A temporada 2020/21 da Serie A Italiana vai começar neste sábado (19). Em busca do 10º título consecutivo, a Juventus liderada por Cristiano Ronaldo chega com grandes mudanças no time e vê a uma certa ameaça para a sua hegemonia. Times tradicionais como a Inter de Milão e Milan têm expectativas de retomar os anos gloriosos, e ainda surpreendente e carismática Atalanta mantém a base que foi sucesso nas últimas duas temporadas.

Confira as principais informações para fazer um palpite certeiro no pontapé inicial do Campeonato Italiano de 2020/21:

Hegemonia ameaçada?

Maior campeã da Itália e em busca do 10º título consecutivo, a Juventus tem grandes mudanças no time para a atual temporada, a começar pelo comando técnico: Maurizio Sarri foi demitido após a eliminação para o Lyon na última Champions League, e o ídolo do futebol italiano e ex-jogador da Juventus, Andrea Pirlo, assumiu o posto de treinador. Esse será o primeiro trabalho de Pirlo como técnico. 

Apesar de ter Cristiano Ronaldo e Dybala no ataque, a Velha Senhora perdeu o argentino Gonzalo Higuaín, que assinou com o Inter Miami da Major League Soccer. Quem também fez o mesmo caminho que Higuaín foi volante Matuidi. O meio também sofreu com as saídas de Emre Can (retorna de empréstimo ao Borussia Dortmund) e Pjanic (Barcelona). O principal reforço, até o momento, é o brasileiro Arthur, que fez o caminho inverso de Pjanic. O que também explica a falta de grandes reforços é a enorme dívida que a Juventus acumula dos últimos anos. De acordo com o levantamento da KPMG Football Benchmark, a Juve teve prejuízo em seis das últimas nove temporadas. Assim, o time que chegou a ter problemas para vencer a última edição da Serie A vê sua concorrência ameaçar a hegemonia nacional. 

A grande ameaça está em Milão?

Vice-campeã na última temporada, a Inter ficou apenas um ponto atrás da Juve, sendo derrotada em apenas quatro partidas, quase a metade do número de derrotas da campeã, e com a melhor defesa da liga. Aparentemente, faltou pouco para que a Inter superasse a hegemonia da Juventus, portanto o time comandado por Antonio Conte vai brigar pelo feito na atual temporada. A base da equipe nerazzurri é quase a mesma do temporada passada, com algumas adições de peças interessantes como Perisic e Hakimi. 

Ainda em Milão, quem parece estar voltando aos eixos históricos é o Milan. Última equipe a vencer o Campeonato Italiano antes do domínio da Juve, o Milan vem de temporadas decepcionantes e todo recomeço parece que “agora vai”. Dessa vez, o time conta com o amadurecimento da base da última temporada e sem contratações mirabolantes, os rossoneri esperam lutar por uma vaga para a próxima Liga dos Campeões. A principal contratação, que veio com de empréstimo do Brescia com opção de compra, é o promissor meio Sandro Tonali, que muitos comparam com uma mistura de Pirlo e Gattuso. 

O que esperar dos rivais Lazio e Roma?

Sem grandes mudanças nos elencos da última temporada, os rivais começam a temporada com ambições parecidas, brigar pelo topo da tabela. No entanto, a Lazio chegou a liderar e incomodar a Juventus na última edição da Serie A, porém perdeu o gás no final. O time albiceleste espera que a grande fase do artilheiro Ciro Immobile continue para voltar a brigar pelo topo. Já a Roma terminou a última edição na quinta colocação, oito pontos atrás do rival, e espera brigar pelo menos por uma vaga na próxima Champions League. 

Chega de vice

Vice-campeão em três das últimas cinco temporadas do Campeonato Italiano, o Napoli entra na temporada 2020/21 para tentar encerrar a hegemonia da Juve e finalmente ser campeão italiano. Para isso, o time segue sob o comando de Gennaro Gattuso, manteve a base da temporada anterior e fez uma das maiores contratações da liga nesta janela de transferências: Victor Osimhen. O jovem atacante nigeriano chega do Lille pelo valor de 70 milhões de euros para reforçar o time do Napoli.

Melhor ataque da Itália novamente?

Falando em ataque, como não mencionar o melhor ataque das últimas duas temporadas da Serie A Italiana? Somadas as duas edições são 175 gols marcados pela Atalanta. O time comandado por Gian Piero Gasperini terminou ambas as edições na terceira colocação e, agora, espera lutar por um posto mais alto na liga. Sem grandes mudanças, a Atalanta manteve a base para a temporada.