Maior troca da NBA das duas últimas décadas

Negociação envolveu quatro franquias, 12 jogadores e três escolhas de Draft

troca NBA
Negociação envolveu quatro franquias, 12 jogadores e três escolhas de Draft. (Crédito: iStock)

Passada pouco mais da metade de temporada regular, as equipes já têm uma noção do que podem brigar e alcançar, assim procuram melhorar ou mudar os planos. Ao mesmo tempo, a data limite para trocas fica mais próximas, assim, as franquias que acreditam que podem brigar por uma vaga nos playoffs ou ir longe na pós-temporada procuram as melhores opções no mercado para reforçar o elenco. Esse é o caso do Houston Rockets, que foi um dos protagonistas, da maior troca da NBA nos últimos 20 anos. 

Há poucos dias do trade deadline, o fechamento da janela para trocas na NBA, a maior liga de basquete do mundo presenciou uma troca que envolveu quatro franquias, 12 jogadores e três escolhas de Draft. Além dos Rockets, Minnesota Timberwolves, Denver Nuggets e Atlanta Hawks fizeram parte das transações. 

O que cada time recebeu:

  • Atlanta Hawks: Clint Capela e Nenê
  • Denver Nuggets: Keita Bates-Diop, Gerald Green, Shabazz Napier, Noah Vonleh e a escolha de 1ª rodada de Houston do Draft 2020
  • Houston Rockets: Jordan Bell, Robert Covington e escolha de 2ª rodada de Golden State do Draft de 2024 (via Atlanta)
  • Minnesota Timberwolves: Malik Beasley, Juan Hernangomez, Evan Turner, Jarred Vanderbilt e a escolha de 1ª rodada de Brooklyn do Draft de 2020 (via Atlanta)

Quem levou a melhor com a troca?

Fazer um balanço de quem ganhou ou perdeu, logo após a negociação ser concretizada e divulgada, é algo muito comum nas ligas americanas, principalmente na NBA pela grande rotatividade dos jogadores. Para analisar quem levou a melhor com a troca é necessário ser coeso com as realidades de cada equipe e suas expectativas. 

Dono de uma folha salarial enorme, impulsionada pelos altíssimos salários de dois MVPs, James Harden e Russell Westbrook, o Houston Rockets precisava de um alívio financeiro. Porém, não poderia fazer qualquer negócio, afinal, a franquia chegou aos playoffs nas últimas sete temporadas e quer chegar às Finais.

Com a troca, a franquia conseguiu aliviar os gastos e ainda se reforçar. Assim, os Rockets ficam com aproximadamente 12 milhões de dólares livres na folha salarial para futuras negociações e adquiriram um exímio defensor do perímetro e bom arremessador, o que, teoricamente, se encaixa muito bem ao estilo de jogo imposto por Mike D’Antoni. 

O time pode ter perdido a referência no garrafão com a saída de Clint Capela, porém, os Rockets já estavam jogando com uma equipe mais baixa. Sem Capela, o recém-chegado ala-pivô Jordan Bell, campeão da NBA com o Golden State Warriors, deve ter mais tempo em quadra.  

Junto com o brasileiro Nenê, Capela foi para o Atlanta Hawks. Assim, o time reforça o garrafão. Nenê segue fora de quadra com uma lesão crônica na perna esquerda e Capela também está em tratamento de uma lesão de menor gravidade. A chegada do pivô de apenas 25 anos, que tem média um duplo-duplo (13.9 pontos e 13.8 rebotes), deve ajudar os jovens Trae Young e John Collins futuramente. 

O Denver Nuggets, por sua vez, manteve a base que terminou em 1º lugar na Conferência Oeste da temporada passada. No entanto, nos playoffs a equipe ficou pelo caminho nas Semifinais de Conferência. Assim, com o Oeste ainda mais disputado na atual temporada, a equipe busca reforçar o banco para ter um rotação ainda mais forte. Apesar das chegadas de Keita Bates-Diop, Gerald Green, Shabazz Napier e Noah Vonleh, existe uma expectativa de que os Nuggets façam outra troca.

Por último, o Minnesota Timberwolves parece que após frustradas tentativas de montar um supertime está realmente em reconstrução. Com uma das piores campanhas da NBA até aqui, os Wolves poderiam ter conseguido mais por Covington do que algumas peças de rotação e um apenas uma escolha de 1ª rodada de Draft. 

Última grande troca da NBA

Como dissemos, a troca da que descrevemos acima é a maior dos últimos 20 anos, isso se levarmos em consideração o número de jogadores envolvidos. A última grande troca da NBA foi em Setembro de 2000, quando o lendário pivô Patrick Ewing saiu do NY Knicks para o Seattle Supersonics. 

A saída de Ewing de Nova York também mobilizou quatro equipes. Nos Knicks desde o Draft de 1985, o pivô foi trocado para Seattle e, além dele, outros 11 jogadores e cinco escolhas de Draft. 

O que cada time recebeu:

  • NY Knicks: Lazaro Borrell, Travis Knight, Luc Longley, Vernon Maxwell, Glen Rice, Vladimir Stepania, uma escolha de 1ª rodada do Draft de 2001 (via Los Angeles), duas escolhas de 2ª rodada do Draft de 2001 (via Seattle) e uma escolha de 1ª rodada do Draft de 2002 (via Seattle)
  • Los Angeles Lakers: Emanuel Davis, Greg Foster, Horace Grant e Chuck Person
  • Phoenix Suns: Chris Dudley e uma escolha de 1ª rodada do Draft de 2001 (via NY)
  • Seattle Supersonics: Patrick Ewing

Aposte com o Betsul

É bom de palpite na NBA. Acesse já o Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul, para você transformar o seu palpite em dinheiro. Portanto, cadastre-se na plataforma, receba até R$ 120,00 de bônus com o primeiro depósito e mostre que entende tudo da melhor liga de basquete do mundo.

Carrinho
SimplesCombinada

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$00.000,00

O que é Jogo do Bem?

O Jogo do Bem é uma iniciativa pioneira do Betsul. Com ele, suas apostas esportivas também contribuem para uma sociedade melhor. A cada aposta realizada, parte do valor é destinado a uma causa ou uma instituição social. E tudo isso sem custos adicionais ao jogador.