Brasil x Argentina: qual é o retrospecto do confronto na Libertadores da América?

Principal competição de clubes do continente ajudou a alimentar a rivalidade entre os vizinhos

Libertadores Brasil Argentina
Brasil e Argentina são os dois principais países da Libertadores da América (iStock)

Quando o assunto é futebol, os países da América do Sul vivem rivalidades a todo o momento com diversos de seus vizinhos. No meio disso tudo, dois países se sobressaem e alimentam, provavelmente, a maior das rixas do continente: Brasil e Argentina. Sejam nos jogos envolvendo as seleções ou entre os clubes de cada nação, esses encontros sempre são muito quentes. E se o assunto é Libertadores da América, a temperatura é ainda mais elevada.

Desde que a maior competição de clubes da América Latina foi criada, há 60 anos, brasileiros e argentinos vão aumentando essa histórica rivalidade, com capítulos que são inesquecíveis. Só para lembrar dos mais recentes, São Paulo e River Plate terminou em pancadaria, o Corinthians sagrou-se campeão em cima do Boca Juniors acabando com a sina na competição e, em 2019, o Flamengo conseguiu a histórica virada sobre o River, também na decisão. 

Hoje é dia de relembrar toda essa rivalidade e descobrir quem leva vantagem no retrospecto pela Conmebol Libertadores da América. Confira!

Quem leva melhor retrospecto na Libertadores entre Brasil e Argentina?

De acordo com dados coletados no site oGol, até o final da 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2020, brasileiros e argentinos se encontraram 249 vezes na história da competição, seja por fases preliminares, chaves, mata-mata ou final. Apesar do enorme domínio dos “hermanos” nos primórdios, o Brasil leva vantagem em cima do vizinho.

Ao todo, os brasileiros venceram 98 vezes, algumas poucas vezes a mais do que os argentinos, que somam 93 triunfos. Além destes, também há 58 empates entre clubes dos países rivais. O Brasil também tem vantagem no número de gols marcados: 327 x 301.

Qual o clube que mais vezes enfrentou um adversário do país rival?

O gigante Boca Juniors é o clube que mais vezes enfrentou um time brasileiro na história da Libertadores da América. Os xeneizes encontraram um clube daqui em 51 oportunidades nestes 60 anos da competição. O retrospecto é bem favorável, com 23 vitórias, 15 empates e 13 derrotas.

Na sequência, quem aparece é o Cruzeiro, que duelou contra argentinos em 40 jogos até aqui. O aproveitamento é bom, mas é inferior ao do Boca (são 16 vitórias, nove empates e 15 derrotas). O River Plate é quem vem depois da Raposa, com 35 confrontos contra brasileiros. Palmeiras (33), São Paulo (28) e Grêmio (28) completam o os cinco primeiros colocados do ranking.

Além destes, mais 35 times já enfrentaram um clube do país rival. Ao todo, incluindo os já citados acima, metade vem do Brasil e a outra metade vem da Argentina.

Quem mais venceu e perdeu para um rival estrangeiro?

Novamente, a liderança do ranking é do Boca Juniors, que tem 23 vitórias contra brasileiros. Aliás, o Boca é o único argentino no top 5, que é completado por Cruzeiro (16), Palmeiras (13), Grêmio (13) e São Paulo (12). 

Já o maior freguês é o River Plate, derrotado 16 vezes por um time brasileiro na história da Libertadores da América. Não muito atrás aparece o Cruzeiro, que soma 15 reveses para argentinos na competição. Vitorioso, o Boca Juniors também é uma das equipes que mais perde, com 13 derrotas. O Estudiantes tem uma a menos do que os xeneizes e é seguido por São Paulo, com 11.

Qual time tem o melhor aproveitamento?

Vem da Argentina o time com o melhor aproveitamento contra um rival do Brasil, mas não é nenhum dos times que você tem em mente, eu garanto. Se trata do hoje desconhecido Ferro Carril Oeste, mas a amostragem é muito pequena. Na edição de 1985, a última que disputou, enfrentou Fluminense e Vasco na fase de grupos. Foram três vitórias e um empate, que garantem aproveitamento de 83,33%.

O Talleres, que eliminou o São Paulo em uma pré-Libertadores é o vice-líder em aproveitamento, com 66,67% conquistados nos dois únicos jogos contra um time brasileiro.

Falando de amostragens maiores (clubes com ao menos 10 jogos), o líder de aproveitamento é o Flamengo (11 partidas), que tem 63,64% de pontos conquistados contra argentinos. O gigante Independiente de Avellaneda é dono do segundo maior aproveitamento, com 55,56%.

Confira mais aproveitamentos abaixo:

Santos (15 jogos) - 55,56%

Atlético-MG (12 jogos) - 55,56%

Boca Juniors (51 jogos) - 54,90%

Vélez Sarsfield (16 jogos) - 54,17%

Qual time tem o pior aproveitamento de pontos?

É o Gimnasia y Esgrima o time com pior aproveitamento contra brasileiros na Libertadores, com total de zero (duas derrotas em dois jogos). Atlético Tucumán (8,33%), Godoy Cruz (11,11%), Guarani e Quilmes (16,67%) também estão com péssimos desempenhos, mas todos eles apresentam amostragem muito baixa.

Com pelo menos 10 jogos, os dois piores aproveitamentos de pontos vêm do Brasil. O pior é o do Vasco, com apenas 25% (duas vitórias, três empates e sete derrotas). Não muito atrás está o Corinthians, que em 16 jogos tem somente quatro vitórias, quatro empates e oito derrotas (33,33%).

O top 3 fica completo com o gigante River Plate que ganhou somente 37,14% dos pontos que disputou quando enfrentou um time brasileiro (10 triunfos, nove empates e 16 derrotas).

Carrinho
SimplesCombinada
logo pinpayCompre Créditos
pertinho de você!
Encontre o ponto de venda mais próximo
FÁCIL COMO USAR DINHEIRO

Como apostar no Betsul?

Apostar no Betsul é muito simples. E o primeiro passo é criar uma conta. Por questões legais, você precisa ter mais de 18 anos para apostar no Betsul. Depois, é só realizar seu login no site, fazer seu primeiro depósito e escolher a sua modalidade de preferência para apostar!

R$000.000,00